Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Muito mais que isso


Somos passageiros de um sonho
que desembarcou na madrugada de nossas vidas
Parece até que foi ontem
que fui atraída pelo teu olhar triste,
pelas tuas notas expressivas
naquela quadra popular
A melodia que me conquistou
hoje rasga em fatias o meu coração
A primeira vez que vi o amor
foi bem dentro de teus olhos
Eu tento ir, mas sempre fico por aqui,
me perguntando em qual estação
poderei te ver mais uma vez
E ouço meu coração suplicando, bem baixinho,
que desistas desse inverno,
que não amplifiques teu desprezo,
mas bem sei que a tua razão já não me aceita mais
Acontece que depois que o Sol raia,
ele não pode voltar atrás
E foi nos olhos do Sol
que escondi a saudade de ti
Será que não valho sequer teu olhar?
Será que não mereço te ver mais uma vez?
Me deixa ser humana só hoje
e falar do meu amor por ti,
esse, que se recusa a morrer
mesmo sem o oxigênio do teu olhar
Nem todo amor é honra,
mas nem toda honra acolhe o amor
Só de pronunciar teu nome, arrepio,
mas sei que nunca vais acreditar
que escrevo estes versos chorando
[embora todos me vejam sorrindo]
Atrás dessa máscara carrego meu mundo,
que tem sete letras a formarem o teu nome,
mas que, para te proteger,
chamo apenas de "saudade"
enquanto és muito mais que isso.