Seja muito bem-vindo ao Copo de Letras!! Sirva-se sem moderação. ;)

quarta-feira, 27 de março de 2013

De olhos fechados

Olhos fechados...

Fecho os meus olhos,
aqui dentro tudo em mim é tão feliz
Aqui dentro te encontro 
Te olho com calma, em detalhes, de coração 
Aqui dentro te sorrio e me correspondes 
Aqui dentro os teus olhos brilham para mim 
Quando fecho meus olhos, 
teu coração me pertence
e quer me guardar para si 
O mundo lá fora é maior, 
tem mais pessoas, mais solidões 
No mundo lá fora não me conheces, 
Sequer imaginas a minha existência 
e isso me é dilacerante 
Porque o mundo lá fora 
ainda é o mundo real.

sábado, 16 de março de 2013

Triângulo




Agora me diz
Para onde eu devo ir
Aonde é que eu vou buscar ao menos um pouco de graça
Para essa vida tão desgraçada
Se em cada palmo do chão do centro dessa cidade
Tem um pouco da gente
E por cada esquina em que se anda
Ainda se podem ouvir os ecos das nossas palavras de amor
Agora me diz
O que eu vou fazer com toda essa bagunça
Que ficou espalhada pelo chão da minha vida
Quem é que vai se interessar pelas minhas entrelinhas
Quem me compreenderá tão perfeitamente, em silêncio
Quem vai me esperar pelas manhãs, junto ao violão?
Agora me diz
O que eu faço com toda essa juventude estampada na minha cara
Me diz a quem eu devo doar esse estoque de sonhos
que está começando a estragar dentro de mim
Como é que eu calo as nossas músicas no meu coração
E como eu posso gostar um pouquinho da vida sem tê-lo comigo,
Se todos os meus amanhãs foram dedicados a ti, me diz
Me explica, por que desistiu?
Por que jogou nossa caixinha de música aos cães?
Por que preferiu dar respostas sociais?
Que dor, que dor ler teu amor por mim em teus olhos,
Sabê-lo intacto. O mesmo. Indelével.
Mas foste um grande covarde.

E ela sempre soube de nós dois.

sexta-feira, 8 de março de 2013

O Petróleo é nosso, mas os Royalties são deles




     A Constituição Federal estabelece em seu artigo 20, inciso IX que os recursos minerais, inclusive os do subsolo, pertencem à União. Neste momento, o Congresso está em polvorosa e todos os estados federados têm representantes fervorosos, defendendo tal artigo. A verdade é que tá todo mundo querendo levar uma fatia generosa desse ouro negro. Ou vai me dizer que esse afinco todo é pra investimentos em educação, saúde, dignidade? Ah, se esse nível de indignação dos deputados de tudo quanto é canto do país fosse pelo não cumprimento do lendário artigo 5º da CF, hein?! Já pensou?


     Agora os representantes do ES e do RJ fazem beicinho, põem as garras de fora e afirmam, aos berros, que lutarão pela reversão da votação no Congresso, visto que o veredicto foi baseado no tal artigo 20 da CF... até parece que estão mesmo pensando na constitucionalidade!

Infelizmente há dois pesos e duas medidas, aliás no Brasil, há uma verdadeira multiplicidade de pesos e medidas. No momento, o artigo da vez é o 20. Que se danem todos os outros.
     Seja qual for a definição dessa pauta, a insatisfação de algum dos lados é certa. Este é o caso em que não há possibilidade de agradar a todos, dessa vez não haverá jeitinho brasileiro.

     Se o ES e o RJ tiverem sua liminar atendida e revogarem a decisão do Congresso, despertarão um mal-estar na "terra de samba e pandeiro", mas pensando bem, uma certa hostilidade velada entre os estados federados poderá retumbar algo de bom. É que, desdenhosos, os demais estados ficarão com os olhos mais abertos em cima do ES e do RJ, ávidos para flagrar alguma ilegalidade que, de certo, acontecerá, e aos montes.

     Perplexos com tantos esbanjamentos alheios, quem sabe eles não reajam constitucionalmente? Embora a CF seja de 1988, esperamos por isso desde 1500.

sábado, 2 de março de 2013

Delicado Lixo




E pensar que foi por tanto amar
que ela transformou-se assim...
O amou demais, amou-se de menos,
deu nisso
Há muito virou parte integrante da casa
Na cama é apenas mais um travesseiro
Os olhos dele não brilham,
Simplesmente não sabem para onde estão indo
E essa falta de destino a deixa exaurida
Vez ou outra ela vê seus sonhos
sendo realizados por outras pessoas
E pensa que não nasceu mesmo para realizá-los,
apenas sonhá-los
Mas como persistir nesse convívio morno?
Por que insistir nessa vida tão insossa,
se lá fora é tão desejada?
Esse tédio disfarçado de amor
transformou-na num lixo em formato de mulher,
mas mulher alguma merece isso.